Beneficiários do Auxílio Emergencial poderão usar aplicativo para compras em Lojas Físicas

Aplicativo Caixa Tem oferecerá opção ‘pague na maquininha’

Os beneficiários do Auxílio Emergencial poderão realizar compras em lojas físicas de todo o Brasil, a partir desta sexta-feira (29), por meio do aplicativo Caixa Tem. O app terá a opção ‘pague na maquininha’, nova forma de pagamento digital que poderá ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados.

A nova funcionalidade será por leitura de QR Code, código de barras gerado pelas maquininhas dos estabelecimentos e que pode ser escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Além dessa opção, o Caixa Tem já tinha disponibilizado a possibilidade de uso do cartão de débito virtual para compras online.

Atualmente, 80% das Poupanças Sociais Digitais que receberam o crédito do Auxílio Emergencial foram movimentadas pelo aplicativo. Isso totaliza cerca de 5,5 milhões de pagamentos de boleto e 25 milhões de transferências eletrônicas.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, os números demonstram a relevância do app na movimentação dos recursos do Auxílio Emergencial.

Com as melhorias no aplicativo e o aumento do uso pela população, há uma redução considerável de pessoas nas agências para realização de saques do benefício. A Caixa está realmente promovendo a bancarização e o modelo digital para a sociedade brasileira”, afirmou.

Como usar a nova funcionalidade?
O cliente deve selecionar a opção “pague na maquininha” no aplicativo Caixa Tem. Ao fazer isso, a câmera do celular é automaticamente aberta. O usuário então deve apontar o celular para leitura do QR Code gerado na maquininha do estabelecimento.

Os lojistas deverão verificar a disponibilidade da opção na rede adquirente ou credenciadora a que estão vinculados e lembrar que a transação é realizada na função débito.

Segundo a Caixa, o aplicativo será atualizado gradativamente para implementação de novas funcionalidades, com o objetivo de oferecer a melhor experiência aos usuários.

Fonte : Jornal Correio

error: Content is protected !!